Consultas SCPC Online

Clique aqui para consultar

Digite código e senha para fazer sua consulta

Notícias


CCT 2018/2019

Convenção Coletiva


COMÉRCIO ASSINA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2019

Foi fechada, na tarde desta quinta-feira (27), a Convenção Coletiva do Trabalho do comércio. Além da confirmação do aumento de 3% no salário de milhares de funcionários, também foi acertado o horário especial de Natal, de abertura das lojas por tempo estendido. Ele será iniciado no dia 3 de dezembro, quando os estabelecimento comerciais poderão atender até às 20 horas. A assinatura da campanha salarial 2018/2019 aconteceu na sede do Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Grossa (Sindilojas PG), e teve a presença de associados e do corpo jurídico que acompanhou as negociações ao longo dos últimos seis meses. .

O acerto do horário para o fim do ano segue a tendência dos acordos anteriores, com a extensão progressiva do período das lojas abertas. Na primeira semana de dezembro, entre os dias 3 e 8 de dezembro (segunda a sábado), as lojas poderão ficar abertas das 9 às 20 horas. No dia 9 é o primeiro domingo que as lojas podem funcionar, das 14h às 20 horas. Na semana seguinte (10 a 15), o horário de atendimento será das 9h às 21 horas, enquanto que no domingo, será o mesmo horário do anterior, das 14h às 20 horas. Na última semana que antecede o Natal, haverá a extensão em uma hora, das 9 às 22 horas entre os dias 17 e 22. 

No domingo que antecede o Natal, dia 23, o horário será ampliado pela manhã, com as lojas podendo funcionar das 9h às 20 horas. Na segunda-feira, véspera do feriado, o atendimento poderá ocorrer até às 18 horas, quando as lojas fecham e reabrem apenas no dia 26, quarta-feira, a partir das 13 horas. “É importante deixar claro que nós definimos os horários, porém, não é obrigatório que o empresário cumpra exatamente o que definimos. Assim, o comerciante que preferir, pode adaptar o horário de trabalho de seus funcionários de acordo com o que acha interessante para sua loja”, destacou José Loureiro, presidente do Sindilojas. 

Conforme a convenção, os salários receberão reajuste de até 3%, proporcional ao tempo de serviço. Desta forma, os funcionários admitidos no mês de maio de 2017 recebem integralmente o valor reajustado. Segundo Loureiro, o momento é de extrema importância não apenas para os comerciantes, mas também para os funcionários do setor, que tem definido o valor do reajuste salarial. “A convenção deste ano traz decisões importantes para a classe. Além do expressivo reajuste salarial, também tivemos um debate intenso nas demais cláusulas que compõem o documento”, explica. 

 

Contribuição sindical é opcional

A convenção também determina o valor de 4% da remuneração de setembro de 2018 a ser descontado de todo o empregado, recolhido até 10 de outubro de 2018 em favor do Sindicato dos Empregados do Comércio de Ponta Grossa. Conforme o documento, fica assegurado ao empregado o direito de oposição ao desconto da taxa. De acordo com a recente Reforma Trabalhista, o empregado não é obrigado a aceitar a reversão assistencial. O prazo para apresentação formal da carta em oposição à contribuição é até 5 de outubro. Assim, o empregado que não quiser ter o desconto da taxa de reversão salarial em sua folha de pagamento, deve ir pessoalmente ao sindicato e apresentar a carta assinada, recusando formalmente o desconto da contribuição salarial.